segunda-feira, 29 de agosto de 2011

O BURACO NEGRO


A era da Internet reacendeu o desejo impossível de capturar todo o saber constituído e compartilhá-lo com a humanidade. Como já dito num post anterior, seria uma gigantesca biblioteca da Alexandria virtual. Nunca se teve tanta f...acilidade de acesso à informação, pelo menos assim eu acreditava...

Outro dia, estava eu passeando pelo Facebook vendo fotos dos colegas no grupo de “Colegas de Trabalho”, acessando documentos com informações interessantes deixadas pelos mesmos, curtindo alguns comentários feitos por amigos, quando me deparei com um link para o sítio do nosso Sindicato e resolvi acessar o que ainda chamo de Espaço do Auditor, pois na realidade o antigo EA foi substituído pelo atual Fórum de Discussões.

Não é novidade falar que o nosso Fórum atual se tornou uma terra de ninguém, uma área desestruturada, caótica, na qual se permite a criação de um sem número de tópicos tratando de um mesmo assunto e no qual a avalanche de informações desorganizadas e confusas mais parecem uma espiral de desinformação. Mas confesso que foi chocante o impacto de sair de um ambiente como o do Facebook e entrar no referido Fórum.

Durante a busca de alguma informação entre toneladas de 'joio', percebi que não mais me identificava com aquele Fórum, que longe de ser um novo “Espaço do Auditor” havia se tornado um outro objeto cósmico: um Buraco Negro.

Sim, pois toda informação é sugada ao seu interior, sendo altamente discutível a tese de que um dia esta reaparecerá e se demonstraram infrutíferas todas tentativas de se lançar alguma luz por alí. Nem um lampejo lhe escapa.
Devemos achar uma forma de estabelecer regras de convivência para o nosso velho e bom Espaço do Auditor para que volte a servir para o fim para o qual foi criado: ser uma ferramenta de compartilhamento de conhecimento e espaço de discussão.






A continuar da forma como se encontra , mais dia menos dia, tal e qual a um buraco negro, ele irá se evaporar no ar... e nem deixará saudade.





Um comentário:

  1. ZAELITE DANTAS TEIXEIRA29 de agosto de 2011 15:18

    EXCELENTE TEXTO... SINTO O MESMO...
    ABS,
    ZAZÁ

    ResponderExcluir

Seu comentário é bem acolhido e será sempre publicado se não contiver conteúdo ilegal.