quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Mensagem de Marcelo Lettieri


Prezados colegas,
Nos dias 09 e 10 de novembro os Auditores-fiscais da Receita Federal do Brasil irão às urnas eleger a nova Direção Executiva Nacional do Sindifisco Nacional. Um momento oportuno para repensarmos o que nós, Auditores-fiscais, queremos do nosso sindicato, de qual é o seu papel, a sua importância e o que devemos exigir daqueles que irão dirigi-lo.
O cenário que iremos enfrentar nos próximos dois anos é preocupante. Toda vez que se anuncia uma crise econômica voltam-se as baterias contra os direitos dos servidores. Reajustes de salários e direitos previdenciáriosficam ameaçados.
De outro lado, o que constatamos no presente já é motivo de grande preocupação. A cada dia, esvazia-se um pouco mais a importância de nosso cargo. Aprofunda-se o fosso entre a elevada capacidade técnica dos Auditores-fiscais e o trabalho que realizamos.
Precisamos reagir, antes que seja tarde. Retomar a iniciativa da ação sindical efetiva. Resgatar a idéia de sindicato como construção coletiva. Sindicato vivo, em que muitos participam. Sindicato Democrático. Sindicato TRANSPARENTE. Sindicato forte.
A valorização do cargo não pode ficar apenas no discurso das disputas eleitorais. O que está em jogo é a nossa dignidade profissional. É preciso AÇÃO para enfrentarmos o esvaziamento do propósito do nosso trabalho.  Temos passado parte significativa do nosso tempo realizando atividades acessórias, que servem muito bem à alimentação das estatísticas, mas se contrapõem a uma atuação fiscal de qualidade.
Precisamos resgatar o papel de liderança e a projeção que o nosso Sindicato já teve. Resgatá-lo do acanhamento que o tornou incapaz de responder à altura aos ataques que a Instituição e o cargo vêm sofrendo nos últimos anos, que nos têm feito perder o protagonismo que um dia tivemos, até mesmo nas questões estritamente corporativas.
Temos estado a reboque dos acontecimentos e de outras categorias. Ao contrário do que ocorria, hoje somos nós que buscamos nos inserir em projetos e aumentos destinados a outros servidores. É papel de uma direção antecipar-se aos fatos. E de buscar a sintonia fina na relação com a categoria, sempre valorizando, e não esvaziando as instâncias democráticas do Sindicato.
Cremos que o nosso Sindicato deve voltar a oferecer à sociedade o conhecimento técnico dos Auditores-fiscais, o melhor instrumento para estabelecermos canais de interlocução qualificados.
Não podemos mais vacilar na defesa da Previdência Social Pública, nem na discussão de qualquer assunto afeto às nossas competências. Não podemos deixar em segundo plano a defesa da Aduana e da Justiça Tributária.
Só assim deixaremos de ser excluídos dos debates sobre as questões tributárias e poderemos reconquistar o papel de destaque que já tivemos e merecemos.
Mesmo cientes de que não teremos uma conjuntura fácil nos próximos dois anos, temos condições de demonstrar, ao governo e à sociedade, que, num contexto de restrições orçamentárias, nós, Auditores-fiscais, somos solução.
Cremos ser a melhor opção nesta eleição. Sabemos que a disputa que faremos só terá sentido se, ao final do processo, obtivermos a elevação do grau de unidade da categoria, de modo a permitir enfrentarmos os desafios que se apresentam. E, por isso, buscamos uma campanha de alto nível, como os Auditores e Auditoras merecem.
É com este propósito que, em nome de todos os meus companheiros de Chapa, peço o seu voto para a
Chapa 2 – TRANSPARÊNCIA E AÇÃO.

Um forte abraço,
Marcelo Lettieri Siqueira

2 comentários:

  1. ZAELITE DANTAS TEIXEIRA21 de setembro de 2011 18:15

    EXCELENTE MENSAGEM!!!
    RESSALTANDO: UMA CATEGORIA FORTE MERECE UM SINDICATO FORTE!!!
    CONTE COM O MEU APOIO E VOTO!
    ABS,
    ZAZÁ

    ResponderExcluir
  2. Falou, Presidente!
    Se depender de mim você já está eleito!

    Um abraço e um beijo!

    Vanderly.

    ResponderExcluir

Seu comentário é bem acolhido e será sempre publicado se não contiver conteúdo ilegal.